Geral

Parceria para cursos de capacitação de professores

Publicado

em


A secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, e o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) no Distrito Federal, Saulo Diniz, reuniram-se nesta quarta-feira (21), com o objetivo de reafirmar a disposição de fortalecer as parcerias entre os dois órgãos. O principal tema abordado no encontro foi o início do curso EAD de Educação Patrimonial, Meio Ambiente e Diversidade, que será ministrado a partir de agosto.

A secretária de Educação, Hélvia Paranaguá, e o superintendente do Iphan no DF, Saulo Diniz, estudam outros projetos de qualificação | Foto: Álvaro Henrique/Ascom-Seed

“O Iphan vê a educação como a melhor parceira, para que a população tenha a compreensão da importância da preservação do patrimônio. Quando trabalhamos com os formadores e eles fazem o curso na Subsecretaria de Formação Continuada dos Profissionais da Educação (Eape) para a educação patrimonial, automaticamente chegamos ao estudante. Mostramos a ele toda a importância do tema, começando pela escola, que é o patrimônio dele. Aí, passamos para os demais prédios públicos, para o tombamento”, pontuou Hélvia Paranaguá.

O superintendente do Iphan afirmou que a capacitação dos professores é a principal ação conjunta entre os dois órgãos. “É uma forma de mostrar a importância da preservação da nossa cidade para as crianças, os adolescentes e os jovens. Precisamos deixar esse legado para as futuras gerações”, avaliou Saulo Diniz.

O curso on-line Educação Patrimonial, Meio Ambiente e Diversidade terá início no dia 24 de agosto para 270 participantes já inscritos. As aulas foram planejadas para o formato autoinstrucional, ou seja, para que eles tenham autonomia na realização de cada um dos nove módulos previstos, conforme suas possibilidades. A carga horária total será de 90 horas, incluindo atividades de leitura e conteúdos complementares. As aulas serão pela plataforma Moodle, da Eape.

A parceria foi firmada em 2020. O termo de cooperação técnica prevê o intercâmbio de experiências e está alinhado à política de educação patrimonial do Iphan e ao Plano Distrital de Educação (2015-2024). Na área de formação, a meta é proporcionar o curso a 5 mil professores, até o ano de 2025.

*Com informações da Secretaria de Educação

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Mutirão do fim de semana aplicou 13,2 mil segundas doses

Publicados

em


Neste fim de semana, a Secretaria de Saúde promoveu um mutirão de vacinação em segunda dose contra a covid-19, com 15 pontos disponibilizados no sábado (31) e 11 no domingo (1). A ação alcançou a expressiva marca de 13.288 doses aplicadas, somando as segundas doses e as doses únicas.

Desta forma, o Distrito Federal já tem 26% da população acima de 18 anos imunizada contra a covid-19 e passa a ser a oitava unidade da federação que mais vacina no Brasil.

O mutirão foi realizado em 15 pontos no sábado (31) e em 11 no domingo (1) | Fotos: Geovana Albuquerque/Agência Saúde-DF

O relatório de vacinação aponta que 538.876 pessoas já receberam a segunda dose de vacina (CoronaVac ou AstraZeneca) e 52.344 já receberam a dose única, com o imunizante Janssen.

Para suprir as bases de vacinação e a alta demanda ao longo dos dois dias, mais de 70 mil doses foram distribuídas pela Rede de Frio Central.

Pessoas que estavam com data marcada no cartão para receberem a segunda dose até o dia 6 de agosto também puderam procurar os pontos de vacinação neste fim de semana. A vacina foi antecipada apenas para quem recebeu os imunizantes da AstraZeneca e CoronaVac.

13.288doses foram aplicadas nos dois dias, somando segundas doses e doses únicas

A previsão é de que, para o mês de agosto, sejam aplicadas 250 mil segundas doses. Estão incluídos no quantitativo aqueles que tomaram a primeira dose da AstraZeneca e da Pfizer, em maio, e os que receberam a primeira dose da CoronaVac, em julho.

D2 da Pfizer

A partir desta segunda-feira (2), começa a imunização das pessoas que receberam a primeira dose de vacina da Pfizer, de acordo com a data que está prevista no cartão de vacinação do usuário, dado o intervalo de até 90 dias entre doses. A Secretaria de Saúde ainda não está antecipando a segunda dose da Pfizer.

Também estarão sendo vacinadas nos mesmos locais gestantes e puérperas, tanto para primeira dose como para segunda dose, da mesma forma, sem agendamento. A vacina da Pfizer em segunda dose e para as gestantes e puérperas estará disponível nos locais a seguir:

Lista de locais de vacinação segunda dose Pfizer, gestantes e puérperas

*Com informações da Secretaria de Saúde do DF

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA