Nacional

Fotógrafo Walter Firmo é o entrevistado da série Depoimentos Cariocas

Publicado

em

O fotógrafo Walter Firmo é o quinto entrevistado da temporada 2022 da série Depoimentos Cariocas, do Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, órgão vinculado à Secretaria de Governo e Integridade Pública da prefeitura carioca. A série foi criada com o objetivo de registrar as memórias e reflexões de cariocas sobre a cidade onde nasceram ou que adotaram para viver. A entrevista poderá ser vista pelo público hoje (17), a partir de 17h, no YouTube

Conduzida pelo coordenador de Promoção Cultural do Arquivo Geral, Pedro Paulo Malta, a entrevista tem perguntas enviadas a Firmo por três convidados especiais: o fotógrafo e cronista Leo Aversa, o fotógrafo e antropólogo Milton Guran e a jornalista Cora Rónai, autora de um perfil sobre Firmo no projeto “Álbum de retratos”, publicado em 2005, pelas editoras Folha Seca e Memória Visual.

O secretário municipal de Governo e Integridade Pública, Tony Chalita, destaca, na apresentação do entrevistado, a habilidade com que Walter Firmo, “mais do que retratar imagens, retrata sentimento, retrata mensagem, retrata a boa cultura carioca”.

Carreira

Walter Firmo nasceu no dia 1º de junho de 1937, no bairro de Irajá, zona norte do Rio, e começou a carreira de fotógrafo no jornal Última Hora, em 1955, passando depois pelo Jornal do Brasil (JB) e pelas revistas Realidade, Manchete, Veja e IstoÉ.

Entre os vários prêmios conquistadas em sua carreira, destaque para o Prêmio Esso de Reportagem, em 1963, por fotografias e textos que fez para o JB, sobre a Amazônia, além de acumular uma série de primeiros lugares nos concursos internacionais promovidos pela Nikon.

Publicou livros e realizou exposições no Brasil e no exterior, consolidando-se como um dos grandes fotógrafos de seu tempo, com destaque para as imagens posadas que produziu, sempre com um olhar poético e social sobre os personagens retratados – fossem populares ou personalidades. Entre os fotografados por Firmo estão o artista visual Arthur Bispo do Rosário e ícones da música brasileira, como Dona Ivone Lara, Clementina de Jesus e Pixinguinha. Este último foi protagonista de sua foto mais conhecida: o músico sentado numa cadeira de balanço, no quintal de sua casa, empunhando o saxofone.

Esta e outras histórias de fotografias de Walter Firmo podem ser conhecidas durante sua participação nos Depoimentos Cariocas. No ano passado, a série realizou oito entrevistas.

Na temporada deste ano, já foram entrevistados o produtor, ator e escritor Haroldo Costa; a cantora e atriz Zezé Motta; o compositor João Roberto Kelly; e a escritora Marina Colasanti.

Todas as entrevistas realizadas em 2021 e 2022 podem ser conferidas no YouTube do Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro.

Edição: Lílian Beraldo

Fonte: EBC Geral

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nacional

Bienal do Livro de São Paulo tem espaço dedicado à cultura nordestina

Publicados

em

A 26ª Bienal Internacional do Livro, que começa neste sábado (2), no Expo Center Norte, em São Paulo, terá uma área dedicada à cultura nordestina. O Espaço Cordel e Repente, organizado pela editora cearense Imeph, propõe uma programação que inclui lançamento de livros, exposição artística e apresentações de cantadores, repentistas e cantores.

O homenageado do estande este ano será o poeta Rogaciano Leite (1920-1969), reconhecido pela valorização da cultura dos violeiros e repentistas.

A abertura do espaço será com o relançamento do livro Carne e Alma, lançado em 1950. A quinta edição da obra foi organizada pela filha do escritor, Helena Roraima Leite. O livro é dividido em três partes: Poemas Sertanejos, Versos a Esmo e Lianas Amazônicas e uma parte adicional de impressões da crítica e agradecimentos. “É o livro carro-chefe, obra-prima, é o mais conhecido dele no Brasil”, explica Helena. A edição especial tem ilustrações do artista plástico Maurício Negro.

“As primeiras composições dele foram em 1937, quando tinha 16 anos. A partir daí, ele já declamava nas casas culturais, nos teatros, trazendo para o público aristocrático, o público culto, a cantoria do repente, que geralmente ficava nas fazendas. Ele intelectualiza a poesia popular, leva ao teatro, leva toda essa riqueza da poesia do repente para lá. Ele foi um marco”, diz Helena, que é pesquisadora da obra do pai e prepara outro livro sobre a obra dele, Coração Sertanejo.

Escritor, violeiro e repentista, Rogaciano nasceu em 1920, na Fazenda Cacimba Nova, em São José do Egito, hoje Itapetim, em Pernambuco. “Não há momento mais oportuno para fazer essa homenagem à obra dele. Para ter dimensão, Rogaciano Leite tem um poema gravado na Praça Vermelha em Moscou chamado Os Trabalhadores, que é um poema em homenagem a todos os trabalhadores do mundo. O que ele gostava mesmo era da cultura popular, era de cantar o sertão”, afirma Lucinda Marques, curadora do espaço.

O Espaço Cordel e Repente, com 300 metros quadrados, receberá ainda outras editoras nordestinas. “Vamos dar oportunidade a editoras, autores e poetas antigos e iniciantes para se apresentarem e mostrarem suas obras na maior Bienal da América Latina. Além disso, São Paulo é a capital mais nordestina fora do Nordeste”, destaca a curadora. O evento tem espaço total de 65 mil metros quadrados e reúne 185 expositores.

A programação dedicada à literatura do Nordeste terá também a presença de Francine Maria, cantora cearense de 14 anos, que diz sonha levar a cultura nordestina para todo o Brasil. Francine é uma das concorrentes ao programa The Voice Kids Brasil, da TV Globo.

Ao longo dos dez dias de bienal, a programação do estande inclui ainda declamação de cordel e contação de histórias, com Cleusa Santo; pocket show com o Grupo Cordel Cantante e os poetas Luciano Braga e Edi Maria, além de show com a cantora Kelly Rosa. “É uma programação que atende desde a criança até a terceira idade, porque vai ter os contadores de histórias, declamadores de verso, poesia e música”, destaca Lucinda Marques.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Geral

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA