Cidades

Autódromo de Goiânia faz 47 e homenageia personagens do automobilismo estadual

Publicado

em


O Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna completou, nesta quarta-feira (28/07), 47 anos de inauguração. Para comemorar a data, o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), realizou um evento na praça esportiva, homenageando figuras marcantes do automobilismo e motociclismo goiano. Foram feitas artes em grafite para representar personalidades que fizeram parte da história do local, em reconhecimento à contribuição dada por eles para a modalidade no Estado.

O secretário de Esporte e Lazer, Henderson Rodrigues, participou da cerimônia e falou sobre a importância histórica da construção do Autódromo de Goiânia, inaugurado em 1974: “É um marco na nossa história. O então governador Leonino Di Ramos Caiado foi visionário em fazer esta obra, que alavancou o nosso Estado, não só do ponto de vista esportivo, como também em outras áreas, como turismo e economia. Hoje continuamos sendo referência no automobilismo nacional, e isso nos enche de orgulho”, ressaltou o titular da pasta.

Receberam homenagens figuras importantes do automobilismo goiano, que contribuíram para a história da modalidade. O secretário Henderson Rodrigues enalteceu a importância deste reconhecimento. “Se o autódromo tem toda essa relevância é por causa das pessoas que construíram esta história. Nada mais justo do que homenagear essas figuras marcantes que fizeram do esporte alegria para o povo goiano”, completou.

Um dos homenageados foi Edmar Ferreira, campeão latino-americano e tricampeão brasileiro de motovelocidade, que participou do evento de inauguração do Autódromo de Goiânia. “Foi uma alegria muito grande para a gente a construção na época. Vieram vários pilotos de fora para uma festa que parou a cidade. Em Goiânia, eu participava de corridas de rua desde 1960, na Avenida 24 de Outubro, Avenida Araguaia. Quando o autódromo começou a ser construído foi criada uma alta expectativa”, relembrou o ex-piloto.

Outros nomes que receberam as homenagens: os pilotos Alencar Júnior, Roberto Boettcher, João Ricardo Reis, Armando César e Geraldo Gomes Assunção, que foi funcionário do autódromo por 39 anos. O jornalista Fernando Campos, especializado em automobilismo, foi representado com uma arte na sala de imprensa, que agora leva o seu nome. Também receberam homenagens póstumas os pilotos Matheus Barbosa, Indy Muñoz, Romeu Calil e Laércio Justino, além de Marcos Veiga Jardim, que foi um dos responsáveis pelo projeto de construção do espaço.

História

Considerada umas das principais praças esportivas do tipo no continente sul-americano, o Autódromo Internacional de Goiânia Ayrton Senna é um dos mais importantes do Brasil. Os maiores pilotos nacionais, e muitos internacionais, já aceleraram por suas seguras retas e curvas.

Inaugurado em 28 de julho de 1974, o Autódromo de Goiânia esteve sempre na rota dos principais eventos e competições de automobilismo, motociclismo e ciclismo do país. Sediou também testes e feiras da indústria desses segmentos.

Ao longo desse período, o circuito goiano alojou competições das principais categorias nacionais e internacionais. O ponto alto foi a realização dos três primeiros Grandes Prêmios Brasil de Motociclismo, realizados entre 1987 e 1989. Além disso, o Autódromo de Goiânia sediou também provas da Fórmula 3 Sul-Americana, Stock Car, Copa Truck, Fórmula Ford, Fórmula Chevrolet, Marcas e Turismo, entre outras categorias.

Fotos: Mantovani Fernandes

Fonte: Seel – Governo de Goiás

Fonte: Governo GO

Comentários do Facebook

Cidades

Abertas as inscrições para o Canto da Primavera 2021

Publicados

em


O Governo de Goiás abriu, nesta segunda-feira (20), as inscrições para apresentações artísticas (shows e oficinas) na 20ª edição do Canto da Primavera – Mostra Nacional de Música de Pirenópolis (Canto 2021). Artistas e grupos interessados em participar do evento podem se inscrever, até 18 de outubro, pelo site cantodaprimavera.cultura.go.gov.br.

A mostra de música será realizada de 30 de novembro a 05 de dezembro, em Pirenópolis, seguindo todos os protocolos e medidas de segurança recomendados pelas autoridades sanitárias para conter o avanço da Covid-19. “Estamos resgatando o cenário cultural em Goiás”, afirma o governador Ronaldo Caiado.

“Será uma festa. A cultura goiana tem um governador que defende, que apoia e que respeita o setor”, diz Caiado. Podem participar do certame cantores, bandas, conjuntos, professores de renome local e regional, maiores de 18 anos e residentes em Goiás há pelo menos dois anos. Nesta edição serão selecionados 20 artistas para shows e quatro artistas ou professores para ministrar oficinas de bateria, violão, guitarra, contrabaixo e percussão.

A seleção dos participantes será feita com base em relevância cultural, qualidade técnica e artística, experiência, notoriedade, diversidade e criatividade. As atrações musicais serão apresentadas no palco que será montado no Cavalhódromo da cidade. Os investimentos somam mais de R$ 1 milhão no evento, que conta com convênio do governo federal.

Mais informações podem ser conferidas no edital disponível nos sites www.cultura.go.gov.br e cantodaprimavera.cultura.go.gov.br. Também, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone (62) 3201-4631.

Leque de benefícios
Criado no ano 2000, como mecanismo de valorização da criação musical, o Canto da Primavera firmou-se, ao longo dos anos, como acontecimento de relevância para o Estado de Goiás. A Mostra Nacional de Música de Pirenópolis produz um vasto leque de benefícios. Estimula o desenvolvimento artístico e cultural da comunidade local, cria entretenimento, aquece o turismo e movimenta a economia.

Um dos momentos especiais do Canto da Primavera são as oficinas de música. Elas formam um enriquecedor entrelaçamento entre professores e instrumentistas, promovendo troca de informações e experiências na área de música.

A mostra, sobretudo, incentiva outros festivais musicais que acontecem na cidade e no restante do Estado de Goiás, justificando, assim, a capacidade de criar estímulos duradouros em direção a uma política de interiorização da cultura, principalmente no que diz respeito à capacitação e apresentação da música, ressaltando a importância do diálogo entre os artistas e a comunidade em geral.

Fonte: Secretaria de Cultura de Goiás- Secult

Fonte: Governo GO

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA