Distrito Federal

Webinário Junho Verde debate instrução normativa ambiental

Publicado

em


No âmbito das comemorações relacionadas ao mês do meio ambiente, o Instituto Brasília Ambiental, juntamente com a Secretaria do Meio Ambiente (Sema), transmitiu, nesta segunda-feira (21), pelo canal do YouTube da autarquia, o terceiro dia do webinário Junho Verde, com foco na Instrução Normativa (IN) nº 33, que estabelece procedimentos de recuperação ambiental no Distrito Federal.

No início da live, o titular da Superintendência de Licenciamento Ambiental (Sulam) do instituto, Alisson Neves, falou sobre a importância dos mecanismos de recuperação saudável do meio ambiente. Destacou três pontos fundamentais para o processo: a recuperação ambiental não é atividade potencialmente poluidora; o dano ambiental não deve ser terceirizado ao órgão ambiental e os processos de recuperação devem ser apresentados pelos interessados.

Em seguida, a jornalista Bárbara Xavier, da Assessoria de Comunicação do Brasília Ambiental, abriu os trabalhos, apresentando as participantes do órgão – a diretora de Licenciamento Ambiental, Juliana de Castro, e a engenheira Heloísa Carvalho. As palestrantes falaram sobre o ato administrativo, recordando seu histórico e destacando atualizações e inovações do processo.

Em relação à inovação trazida pela IN 33/2020, Juliana de Castro citou a emissão de autorização por adesão e compromisso: “Consiste num documento em que o interessado se compromete a cumprir todas as exigências preestabelecidas pelo órgão ambiental. Ainda está em fase de teste, mas nós estamos confiantes no sucesso desta medida, de maneira a aproximar o interessado do órgão ambiental”.

“A publicação dessa Instrução Normativa foi só o início de um grande trabalho que ainda perdura. À medida que vamos executando, nós vamos amadurecendo as ideias”Heloísa Carvalho, analista do Brasília Ambiental

A respeito da organização e efetividade dos processos de recuperação ambiental, Heloísa Carvalho falou sobre os objetivos, tanto para recomposição de vegetação nativa quanto para reabilitação ecológica. Também abordou os atos motivadores, relatórios de monitoramento, indicadores e quitação da obrigação, entre outros itens. “A publicação dessa Instrução Normativa foi só o início de um grande trabalho que ainda perdura. À medida que vamos executando, nós vamos amadurecendo as ideias”, explicou a engenheira.

O encerramento do webinário Junho Verde, iniciado no dia 7, será na próxima segunda-feira (28), com o tema “A tecnologia a serviço do meio ambiente do DF”, também com transmissão ao vivo pelo YouTube do Brasília Ambiental, a partir das 10h. Confira aqui a programação completa do evento.

*Com informações do Brasília Ambiental

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Distrito Federal

Aberta oficina de primeiros socorros para juventude

Publicados

em


“Agarrem essa oportunidade, se qualifiquem e busquem sempre conhecimento, porque é a única coisa que vocês adquirem e que ninguém tem o poder de tirar” Kedson Rocha, secretário de Juventude

Na manhã desta segunda-feira (21), foi proferida a aula magna da oficina de primeiros socorros promovida pela Secretaria de Juventude (Sejuv) nas unidades do Centro de Juventude. Conduzida pela professora Raquel Magalhães, a aula inaugural contou com a participação do secretário de Juventude, Kedson Rocha; do deputado Delmasso, parceiro constante das ações da Sejuv, e da presidente do Instituto de Educação, Esporte, Cultura e Artes Populares (Iecap), Renata Oliveira, além de profissionais ligados aos centros da Juventude (CJs).

Com encontros on-line, cursos da Sejuv têm inscrições feitas pelo site da Iecap | Foto: Divulgação/Sejuv

O curso tem como objetivo capacitar os jovens sobre os primeiros socorros, tornando-os aptos a agirem para diminuir possíveis complicações, sequelas e até mesmo óbito decorrentes da falta dos primeiros socorros. Estão inscritas 190 pessoas.

“Eu sempre faço questão de dizer que a nossa missão como Sejuv é promover a dignidade para os jovens, e as oportunidades que temos proposto por meios dos centros de Juventude fazem parte desse propósito”, declarou Kedson Rocha. “Torço para que aproveitem tudo que está sendo oferecido. Agarrem essa oportunidade, se qualifiquem e busquem sempre conhecimento, porque é a única coisa que vocês adquirem e que ninguém tem o poder de tirar.”

Trabalhos nos CJs

“A nossa missão é cuidar do próximo, e aqui vocês vão aprender muito mais do que técnicas para prestar os primeiros socorros; aprenderão como fazer a diferença na vida dos outros” Fernanda Pereira, professora

Na sequência, o deputado Delmasso falou da importância do trabalho dos centros de Juventude. “A oportunidade gera dignidade, que é o que todos nós lutamos todos os dias para ter”, afirmou. “E aqui, com esse curso, vocês estão tendo uma excelente oportunidade”.

O coordenador-geral dos CJs, Romilson Oliveira, reforçou: “Depois desse curso, eu tenho certeza que algumas chaves serão viradas e com certeza portas se abrirão para vocês”. Ele elogiou também o trabalho da professora, que convidou Maria Alice, ex-aluna da primeira edição do curso para falar sobre sua experiência.

“Eu queria dizer que esses cursos transformaram a minha vida; e, com o conhecimento que eu adquiri, já pude colocar em prática e prestar os primeiros socorros em duas ocasiões diferentes”, resumiu a jovem.

Formada em enfermagem e atuando há mais de 11 anos na área de assistência, Fernanda Pereira deu início à aula compartilhando dois vídeos. “Cuidar é um ato de amor”, disse. “A nossa missão é cuidar do próximo, e aqui vocês vão aprender muito mais do que técnicas para prestar os primeiros socorros; aprenderão como fazer a diferença na vida dos outros”.

Desafios

A presidente do Iecap também se pronunciou: “Sei dos desafios que cada um enfrenta para estar aqui hoje e por isso quero motivá-los a permanecerem e a agarrar essa oportunidade como colocado aqui pelo deputado Delmasso. Quero ter o prazer de poder entregar o certificado de conclusão dessa oficina em mão para todos vocês, por isso, permaneçam e não desistam dos seus sonhos”.

As inscrições para as atividades do CJ podem ser feitas no site da Iecap. Todos os cursos e oficinas ministrados no CJ são gratuitos e emitem certificados para quem concluir pelo menos 75% das atividades propostas. Os requisitos para participação são ter entre 15 e 29 anos, residir no Distrito Federal e possuir recursos necessários para realização do curso na modalidade a distância.

*Com informações da Secretaria de Juventude

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA