Nacional

Serpro busca novas tecnologias de digitalização para micro e pequenos

Publicado

em

Estão abertas, de hoje até as 18h do dia 18 de julho, as inscrições para o Hackathon Compras Governamentais. O evento, realizado pelo Serpro, com o apoio do Sebrae e do Ministério de Economia, ocorre de 20 e 28 julho.

O Hackathon Serpro é um evento que busca soluções tecnológicas que contribuam com o desafio do governo federal de digitalização de seus serviços, visando facilitar a vida do cidadão, dos gestores públicos e de empresas prestadoras de serviço. É gratuito, e para participar é preciso ter mais 18 anos de idade. As equipes devem ter de três a cinco integrantes. A edição será online, com transmissão dos eventos de abertura e de encerramento pelo Youtube do Serpro.

Compradores

No Brasil existem mais 10 milhões de estabelecimentos de micro e pequenas empresas (MEPs), que respondem por 52% dos empregos com carteira assinada do setor privado. Já o governo é considerado o maior comprador do país, sendo responsável, segundo dados do IBGE, por um total de compras no valor de R$ 7,4 trilhões no ano passado, o que corresponde a 12% do PIB.

“Daí a importância de promovermos um encontro entre a administração pública com os MEPs e equiparados, facilitando e agilizando os procedimentos de credenciamento e contratações”, explica Tiago Arrais, gerente de Eventos do Serpro. “A tecnologia desenvolvida no hackathon pode ajudar a racionalizar recursos, desburocratizar processos e promover a transparência, simplificando o relacionamento das empresas com o poder público e contribuindo com a transformação digital do Brasil”, disse.

Premiação

O evento vai premiar os três primeiros colocados. O primeiro lugar receberá R$ 15 mil, o segundo lugar R$ 10 mil e o terceiro lugar R$ 5 mil. As soluções serão avaliadas segundo os critérios de promoção do credenciamento e participação das MEPs nas contratações públicas, usabilidade e design, inovação, criatividade e completude funcional. As cinco equipes mais bem avaliadas serão convidadas para uma demonstração final durante a cerimônia de encerramento do evento.

Segundo o Serpro, o Hackathon Compras Governamentais contará com cerca de 40 mentores, cinco palestrantes e seis membros da comissão julgadora. A última maratona de programação promovida pelo Serpro trouxe representantes do Ministério da Economia, Controladoria-Geral da União (CGU), Tribunal de Contas da União (TCU), Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Sebrae, Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro e universidades federais de São Paulo, Rio Grande do Norte, Paraíba e Rio Grande do Sul. A expectativa neste ano é reunir, novamente, representantes do governo, academia e sociedade.

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC Geral

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nacional

Bienal do Livro de São Paulo tem espaço dedicado à cultura nordestina

Publicados

em

A 26ª Bienal Internacional do Livro, que começa neste sábado (2), no Expo Center Norte, em São Paulo, terá uma área dedicada à cultura nordestina. O Espaço Cordel e Repente, organizado pela editora cearense Imeph, propõe uma programação que inclui lançamento de livros, exposição artística e apresentações de cantadores, repentistas e cantores.

O homenageado do estande este ano será o poeta Rogaciano Leite (1920-1969), reconhecido pela valorização da cultura dos violeiros e repentistas.

A abertura do espaço será com o relançamento do livro Carne e Alma, lançado em 1950. A quinta edição da obra foi organizada pela filha do escritor, Helena Roraima Leite. O livro é dividido em três partes: Poemas Sertanejos, Versos a Esmo e Lianas Amazônicas e uma parte adicional de impressões da crítica e agradecimentos. “É o livro carro-chefe, obra-prima, é o mais conhecido dele no Brasil”, explica Helena. A edição especial tem ilustrações do artista plástico Maurício Negro.

“As primeiras composições dele foram em 1937, quando tinha 16 anos. A partir daí, ele já declamava nas casas culturais, nos teatros, trazendo para o público aristocrático, o público culto, a cantoria do repente, que geralmente ficava nas fazendas. Ele intelectualiza a poesia popular, leva ao teatro, leva toda essa riqueza da poesia do repente para lá. Ele foi um marco”, diz Helena, que é pesquisadora da obra do pai e prepara outro livro sobre a obra dele, Coração Sertanejo.

Escritor, violeiro e repentista, Rogaciano nasceu em 1920, na Fazenda Cacimba Nova, em São José do Egito, hoje Itapetim, em Pernambuco. “Não há momento mais oportuno para fazer essa homenagem à obra dele. Para ter dimensão, Rogaciano Leite tem um poema gravado na Praça Vermelha em Moscou chamado Os Trabalhadores, que é um poema em homenagem a todos os trabalhadores do mundo. O que ele gostava mesmo era da cultura popular, era de cantar o sertão”, afirma Lucinda Marques, curadora do espaço.

O Espaço Cordel e Repente, com 300 metros quadrados, receberá ainda outras editoras nordestinas. “Vamos dar oportunidade a editoras, autores e poetas antigos e iniciantes para se apresentarem e mostrarem suas obras na maior Bienal da América Latina. Além disso, São Paulo é a capital mais nordestina fora do Nordeste”, destaca a curadora. O evento tem espaço total de 65 mil metros quadrados e reúne 185 expositores.

A programação dedicada à literatura do Nordeste terá também a presença de Francine Maria, cantora cearense de 14 anos, que diz sonha levar a cultura nordestina para todo o Brasil. Francine é uma das concorrentes ao programa The Voice Kids Brasil, da TV Globo.

Ao longo dos dez dias de bienal, a programação do estande inclui ainda declamação de cordel e contação de histórias, com Cleusa Santo; pocket show com o Grupo Cordel Cantante e os poetas Luciano Braga e Edi Maria, além de show com a cantora Kelly Rosa. “É uma programação que atende desde a criança até a terceira idade, porque vai ter os contadores de histórias, declamadores de verso, poesia e música”, destaca Lucinda Marques.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC Geral

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA