Nacional

Planetário do Rio será aberto ao público para eclipse total da Lua

Publicado

em

O Planetário do Rio de Janeiro, localizado na Gávea, na zona sul da cidade, abrirá seus portões para que o público possa observar o eclipse total da Lua neste domingo (15). A abertura do anfiteatro ocorrerá às 21h, com a possibilidade de uso dos telescópios.

O início do eclipse está previsto para as 23h27. Durante o ápice do fenômeno, a Lua poderá ficar levemente avermelhada. De acordo com o presidente da Fundação Planetário, Gledson Vinícius, “este é um dos fenômenos astronômicos que mais despertam o imaginário popular e aproximam os jovens da ciência”.

 A programação é gratuita e sujeita à lotação do espaço. Por se tratar de um evento mais longo, a Fundação Planetário recomenda que o público leve cadeira de praia, canga ou algum tipo de tapete para ficar mais à vontade no momento de acompanhar o eclipse. Esta é a primeira vez, desde o início da pandemia de covid-19, que o planetário é aberto ao público para observar um fenômeno astronômico.

 “A observação poderá ser feita a olho nu de qualquer parte da cidade, mas, aqui no Planetário, maior equipamento desse tipo da América Latina, o público contará com a nossa equipe de astrônomos para explicar, tirar dúvidas e interagir com todos”, explicou o diretor de Astronomia da instituição, Leandro Guedes.

 Transmissão ao vivo

O evento contará também com projeções do eclipse no local e, para quem não puder comparecer presencialmente, o planetário prepara uma transmissão ao vivo via Youtube. 

Vale informar que a atividade depende de condições meteorológicas para acontecer. Caso o tempo esteja nublado ou chuvoso, a observação ficará comprometida e a realização do encontro será avaliada pela fundação.

Edição: Paula Laboissière

Fonte: EBC Geral

Comentários do Facebook

Nacional

Homem é encontrado morto na rua depois de madrugada fria em Mauá

Publicados

em

Um homem de 39 anos foi encontrado morto na rua, no ABC Paulista, na manhã de quarta-feira (18). Segundo a prefeitura de Mauá, por volta de 4h da madrugada foi oferecido atendimento ao homem, que apresentava sinais de embriaguez. Ele recusou auxílio dizendo que estava retornando para sua casa nas proximidades.

Horas depois, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) foi informada de que o homem estava caído na calçada. O Samu foi acionado e constatou a morte. “A vítima era residente na região e os familiares acompanharam o trabalho da perícia. Ainda não foi emitido o laudo do Instituto Médico Legal (IML) sobre as causas da morte”, informou a prefeitura por meio de nota.

Segundo informações da prefeitura, na segunda-feira (16), o município iniciou a Operação Inverno, para intensificar abordagens pelas equipes à população em situação de rua nos dias em que os termômetros marcarem menos de 15°C, além da ampliação do acolhimento noturno. A ação continuará até o dia 30 de setembro.

“Nas primeiras noites e madrugadas da Operação Inverno 35 pessoas foram acolhidas nos abrigos municipais (CentroPop e albergue). Também foram registradas 56 abordagens, além de 17 chamados por telefone”, disse a prefeitura de Mauá.

A prefeitura também está realizando ação Inverno Solidário, que visa a arrecadação de cobertores, lençóis, toalhas e roupas de frio para população mais vulnerável às baixas temperaturas. Podem ser doados casacos, calças, gorros, luvas, cobertores, lençóis, toalhas de banho, meias, tênis e sapatos em bom estado. A necessidade principal é peças masculinas, já que a maior parte da população em situação de rua é formada por este público.

As doações podem ser feitas nos postos de arrecadação disponibilizados pelo governo nas 23 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), sete Centros de Referência de Assistência Social (CRASs), dois Centros de Referência Especializado de Assistência Social (CREASs, na Central de Cadastro Único, nas secretarias externas da Prefeitura e no Paço Municipal.

A prefeitura pede para quem encontrar pessoas em situação de rua e vulneráveis ao frio entrarem em contato com o CentroPop (4547-1061), em horário comercial, ou ligar para a Defesa Civil (199) ou GCM (153 ou 4543-0354), com atendimento 24 horas por dia.

São Paulo

Um homem em situação de rua morreu na manhã de ontem (18) enquanto aguardava o café da manhã no Núcleo de Convivência São Martinho, no bairro do Belém, na zona leste da capital paulista. Segundo a prefeitura de São Paulo, o identificado como Isaias de Faria, de 66 anos, passou mal logo depois de entrar no centro de convivência, espaço conveniado com a prefeitura de São Paulo, administrado pelo Centro Social Nossa Senhora do Bom Parto e que serve refeições. Profissionais da área de saúde tentaram reanimá-lo, mas não tiveram sucesso.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Geral

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA