Distrito Federal

Hospital veterinário faz aniversário e dobra atendimentos

Publicado

em


O Hospital Veterinário Público oferece serviços gratuitos. A expectativa é passar de 900 para 2,1 mil consultas por mês | Foto: Divulgação/Instituto Brasília Ambiental

O Instituto Brasília Ambiental comemora, nesta segunda-feira (5), três anos de existência do Hospital Veterinário Público de Brasília (Hvep) com a duplicação nos atendimentos para cães e gatos. Ou seja, as senhas distribuídas, diariamente, passam de 50 para 100. E, entre as melhorias, que contam com o apoio do Governo do Distrito Federal (GDF), está a oferta no serviço ortopédico e a instalação de cinco contêineres, sendo quatro deles adaptados em novos consultórios.

Com a ampliação do centro cirúrgico, dos consultórios, das aquisições de aparelhos (ultrassonografia e radiografia) e de pessoal, a expectativa é passar de 900 para 2,1 mil consultas por mês. A novidade agradou o eletricista Geraldo Nunes, tutor do cachorro Spike. “Não tenho nada a reclamar do Hvep, estou muito satisfeito e, com certeza, mais senhas por dia será maravilhoso para a população que precisa chegar muito cedo para conseguir atendimento”, conta.

Em 2020, o hospital fez mais de 13 mil atendimentos, 1.414 cirurgias e cerca de 14 mil exames

O Hospital Veterinário Público oferece serviços gratuitos e de excelência no tratamento de animais como consultas, exames, cirurgias, medicação e internação. Somente no ano de 2020, o hospital fez mais de 13 mil atendimentos, 1.414 cirurgias e cerca de 14 mil exames de imagem na unidade que está localizada no Parque Lago do Cortado, em Taguatinga.

Visando aumentar a capacidade de atendimento no curto prazo, a unidade recebeu a instalação de contêineres dotados de estrutura necessária para os atendimentos| Foto: Divulgação/Instituto Brasília Ambiental

Esse é um dos problemas que também será resolvido em breve, assegura o presidente do Brasília Ambiental, Cláudio Trinchão. Apesar de toda a qualidade de atendimento do hospital veterinário, reconhecida pela população, a demanda é muito maior que a oferta de serviço. “Além de dobrar os atendimentos, o nosso objetivo é implementar, nas próximas semanas, o agendamento eletrônico para reduzir as filas e evitar que os tutores precisem se deslocar de madrugada”, completa.

Visando aumentar a capacidade de atendimento no curto prazo, a unidade recebeu a instalação de contêineres dotados de toda estrutura necessária. No entanto, a licitação para o projeto definitivo deve ocorrer no segundo semestre deste ano.

“A intenção inicial é aproveitar as estruturas abandonadas que existem no local para fazer um grande complexo, de forma que sejam disponibilizadas instalações completas e ampliação em 200% da capacidade de atendimento, transformando o Hvep em referência nacional no atendimento veterinário”, afirma o secretário-geral do Brasília Ambiental, Thúlio Moraes.

Cerca de R$ 2,8 milhões por ano serão destinados às melhorias no hospital

Outro reforço positivo para tentar suprir a alta demanda é o aumento da equipe que passou de 32 para 55 funcionários, entre veterinários, assistentes, apoio e recepção. “É muito satisfatório ver esse crescimento acontecendo no aniversário do hospital. A equipe está bastante otimista em poder gerar mais oportunidades para que as pessoas consigam ter um bom acesso ao atendimento veterinário para os seus pets”, comemora a diretora do Hvep, Mayara Cauper.

Investimento

O investimento feito pelo GDF é de R$ 235 mil a mais por mês no termo de colaboração de gestão do hospital, firmado com a Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais (Anclivepa). No total, cerca de R$ 2,8 milhões por ano serão destinados às melhorias na unidade.

A parceria entre diversos órgãos do GDF é destacada pelo presidente do Instituto, Cláudio Trinchão “Todo o esforço feito pelas secretarias de Governo (Segov), Meio Ambiente (Sema) e Economia (Seec), em conjunto com os servidores do Brasília Ambiental, tem sido fundamental para que a gente consiga realizar essa e outras entregas importantes para a população do DF, sob a determinação do governador Ibaneis Rocha”, enfatiza.

* Com informações do Instituto Brasília Ambiental

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Distrito Federal

Webinário Junho Verde debate instrução normativa ambiental

Publicados

em


No âmbito das comemorações relacionadas ao mês do meio ambiente, o Instituto Brasília Ambiental, juntamente com a Secretaria do Meio Ambiente (Sema), transmitiu, nesta segunda-feira (21), pelo canal do YouTube da autarquia, o terceiro dia do webinário Junho Verde, com foco na Instrução Normativa (IN) nº 33, que estabelece procedimentos de recuperação ambiental no Distrito Federal.

No início da live, o titular da Superintendência de Licenciamento Ambiental (Sulam) do instituto, Alisson Neves, falou sobre a importância dos mecanismos de recuperação saudável do meio ambiente. Destacou três pontos fundamentais para o processo: a recuperação ambiental não é atividade potencialmente poluidora; o dano ambiental não deve ser terceirizado ao órgão ambiental e os processos de recuperação devem ser apresentados pelos interessados.

Em seguida, a jornalista Bárbara Xavier, da Assessoria de Comunicação do Brasília Ambiental, abriu os trabalhos, apresentando as participantes do órgão – a diretora de Licenciamento Ambiental, Juliana de Castro, e a engenheira Heloísa Carvalho. As palestrantes falaram sobre o ato administrativo, recordando seu histórico e destacando atualizações e inovações do processo.

Em relação à inovação trazida pela IN 33/2020, Juliana de Castro citou a emissão de autorização por adesão e compromisso: “Consiste num documento em que o interessado se compromete a cumprir todas as exigências preestabelecidas pelo órgão ambiental. Ainda está em fase de teste, mas nós estamos confiantes no sucesso desta medida, de maneira a aproximar o interessado do órgão ambiental”.

“A publicação dessa Instrução Normativa foi só o início de um grande trabalho que ainda perdura. À medida que vamos executando, nós vamos amadurecendo as ideias”Heloísa Carvalho, analista do Brasília Ambiental

A respeito da organização e efetividade dos processos de recuperação ambiental, Heloísa Carvalho falou sobre os objetivos, tanto para recomposição de vegetação nativa quanto para reabilitação ecológica. Também abordou os atos motivadores, relatórios de monitoramento, indicadores e quitação da obrigação, entre outros itens. “A publicação dessa Instrução Normativa foi só o início de um grande trabalho que ainda perdura. À medida que vamos executando, nós vamos amadurecendo as ideias”, explicou a engenheira.

O encerramento do webinário Junho Verde, iniciado no dia 7, será na próxima segunda-feira (28), com o tema “A tecnologia a serviço do meio ambiente do DF”, também com transmissão ao vivo pelo YouTube do Brasília Ambiental, a partir das 10h. Confira aqui a programação completa do evento.

*Com informações do Brasília Ambiental

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA