Cidades

Governo de Goiás e OVG distribuem cobertores a pessoas em situação de rua em Goiânia

Publicado

em

Governo de Goiás e OVG entregam cobertores a pessoas em situação de rua na região Central de Goiânia (Fotos: Aline Cabral)

Em meio às notícias sobre a chegada de uma massa de ar polar a Goiânia na próxima semana, o Governo de Goiás, por meio da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), se antecipou para ajudar quem mais sofre com o frio: as pessoas em situação de rua. Nesta quinta-feira (12), equipes da OVG e do GPS foram às ruas da capital e distribuíram centenas de cobertores da Campanha Aquecendo Vidas 2022. A ação garante dignidade àqueles que mais necessitam e alcançará todos os 246 municípios goianos. Durante as entregas, pacotes individuais de frutas desidratadas do Banco de Alimentos da OVG também foram doados.

A distribuição continuará nos próximos dias, quando outros 300 cobertores serão doados a famílias vulneráveis de Aparecida de Goiânia, na segunda-feira (16). “Esse é um trabalho que nós não cansamos de fazer. Costumo dizer que em Goiás faz calor, mas quando esfria, esfria pra valer. Por isso, vendo pela meteorologia que as temperaturas podem ficar baixas já na semana que vem, nos adiantamos para socorrer as pessoas em situação de rua”, comenta a presidente de honra da OVG e coordenadora do GPS, primeira-dama Gracinha Caiado.

Realizada todos os anos, a Campanha Aquecendo Vidas já distribuiu mais de 130 mil cobertores desde 2019, além dos 70 mil adquiridos para este ano. As mais de 200 mil peças compradas desde o início da gestão representam um investimento de R$ 6,5 milhões. “Graças ao investimento incessante do governo nas ações sociais, ninguém ficará desamparado”, reforça Gracinha.

A primeira remessa de cobertores para o interior do Estado foi enviada na quarta-feira (11/05), logo após o lançamento da Campanha. As peças foram entregues pela primeira-dama Gracinha Caiado a prefeitos de cinco cidades: Quirinópolis, Trindade, Anhanguera, Campos Verdes e Jaraguá. As demais entregas seguirão cronograma acordado com as prefeituras, que estão buscando as doações em Goiânia para repassar para as famílias em seus municípios.

Arrecadação

Para complementar as doações da Campanha Aquecendo Vidas, a OVG e o GPS estão arrecadando cobertores e agasalhos novos e usados (em bom estado de conservação), até o dia 25 de maio. Neste ano, as doações poderão ser entregues em 10 pontos diferentes.

De acordo com a diretora-geral da OVG, Adryanna Melo Caiado, a sociedade civil contribuiu para que a iniciativa do Governo de Goiás chegue ainda mais longe. “São muitas pessoas que hoje têm mais segurança e conforto graças a essa grande e necessária parceria do bem. Aquele casaco que está lá no cantinho do guarda-roupas e que já não é mais usado, pode ajudar a salvar a vida de alguém que não tem o que vestir durante o inverno. Por isso, deixo o convite: doe agasalhos em um dos pontos de arrecadação e nos ajude a fazer o bem”, pede Adryanna.

Pontos de coleta de agasalhos:

• OVG: Rua T-14, Setor Bueno

• Palácio Pedro Ludovico Teixeira: Rua 82, nº 400, Centro

• Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg): Rua 260, Setor Leste Universitário

• Corpo de Bombeiros: Avenida C-206, Jardim América

• Saneago: Avenida Fued José Sebba, nº 1245, Jardim Goiás

• Enel: Rua Gileno Godói, 02, Quadra A37, 505, Jardim Goiás

• Shopping Bougainville: Rua 9, nº 1855, Setor Marista

• Shopping Cerrado: Avenida Anhanguera, nº 10.790, Setor Aeroviário

• Associação Comercial e Industrial do Estado de Goiás (Acieg): Rua 14, nº 50, Setor Oeste

• Sebrae: Avenida T-13, 1000, Setor Bueno

Fonte: Organização das Voluntárias de Goiás – Governo de Goiás

Fonte: Governo GO

Comentários do Facebook

Cidades

TCE aprova gestão patrimonial do Governo de Goiás sem recomendações

Publicados

em

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) emitiu, na última terça-feira (28/6), parecer prévio pela aprovação do Balanço Geral do Estado de Goiás referente ao ano de 2021. As ações desenvolvidas pela área responsável pelo patrimônio estadual, unidade vinculada à Secretaria da Administração (Sead), contribuíram para a decisão do órgão fiscalizador. Pela primeira vez em 21 anos, a Corte não apresentou determinação ou recomendação relacionada à gestão patrimonial dos bens públicos.

O resultado evidencia a boa atuação da Superintendência Central de Patrimônio na gestão responsável do patrimônio público. No parecer, o Tribunal reconheceu “o posicionamento da unidade especializada, considerando ter sido verificado o comprometimento dos responsáveis envolvidos”. A Corte ressaltou ainda que “vem acompanhando a evolução das medidas inerentes à necessária conciliação entre os inventários realizados e a realizar, com os respectivos registros contábeis patrimoniais do Estado. Em 2021, foi possível constatar o aprimoramento da gestão patrimonial do Estado na direção estabelecida pelos institutos legais e normativos pertinentes”.

O Programa Inventário envolve a contagem de todos os bens móveis e imóveis do Estado. Na primeira edição do programa, a atual gestão identificou o descaso com o qual o setor era tratado. À época, mais de 25% dos bens móveis do inventário de 2019 não foram encontrados. A realidade hoje é outra. A equipe da Sead atuou para sanar as irregularidades, corrigindo e atualizando essa documentação, hoje com 1.610.894 bens móveis e 4.654 bens imóveis.

Titular da Sead, Bruno D’Abadia avaliou que o parecer do TCE reflete uma mudança de cultura na gestão, que vai muito além do cumprimento formal de uma obrigação. “Nós conseguimos garantir aquilo que é princípio norteador de uma boa administração: o respeito à coisa pública, o zelo com o patrimônio de todos os goianos”, pontuou.

Fonte: Governo GO

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA