Geral

Desligamento de energia afetará cinco regiões do DF

Publicado

em


Cinco cidades do Distrito Federal terão desligamento programado de energia, nesta quinta-feira (25), para serviços na rede elétrica. A maioria dos trabalhos terá início no período da manhã e finaliza no meio da tarde. A interrupção no fornecimento é necessária para a segurança dos trabalhadores e moradores das regiões.

A primeira região a ficar sem energia será o Recanto das Emas, com desligamento iniciando às 8h30 e previsão de término às 12h30. O motivo é a manutenção preventiva com substituição de transformador, afetando os conjuntos 1, 3 a 5, 15 e 16 da Quadra 603 e a Avenida Ponte Alta.

A partir das 9h, Planaltina, Ceilândia e Paranoá passarão por obra de substituição de rede nua para rede compacta protegida e manutenção preventiva com poda de árvores.

Em Planaltina, os trabalhos vão até 16h, deixando sem energia as quadras 1, 2, 6 e 10 do Arapoanga. No mesmo horário, a interrupção em Ceilândia afetará a Fazenda Lage da Jiboia.

No Paranoá, o corte temporário será feito em dois momentos. O primeiro, das 9h às 13h, afetará a Chácara Vale, no Núcleo Rural Rajadinha, e a Chácara Xangrilá, no Núcleo Rural Sobradinho dos Melos.

Iniciando no mesmo horário, mas com previsão de término às 16h, os trabalhos deixarão sem energia endereços dos núcleos rurais Capão da Onça (fazendas Santo Antônio, Alagares e a Chácara Baian), Quintas Guimarães (total) e Sobradinhos dos Melos (sítios São Sebastião e Santa Mônica).

A única região com serviços iniciando à tarde será Vicente Pires. A manutenção preventiva com substituição de transformador deixará sem energia as chácaras 38 e 43, das 13h30 às 17h30.

Caso os serviços sejam concluídos antes do horário previsto, a rede será novamente ligada, sem aviso prévio, reduzindo o tempo em que os consumidores permanecerão sem energia elétrica.

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Vice-governador Paco Britto é homenageado pela Assespro

Publicados

em


O vice-governador Paco Britto foi homenageado com troféu, na noite desta quarta-feira (1°), durante solenidade comemorativa aos 45 anos da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação (Assespro). O evento, realizado no Centro Empresarial de Brasília, reuniu cerca de 150 convidados, entre empresários, parlamentares, secretários e dirigentes do setor de TI de todo o Brasil.

Distrito Federal é o terceiro maior mercado de TI do Brasil – são cerca de 30,3 mil vagas nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) | Foto: Jaqueline Husni/Agência Brasília

Com mais de 2,5 mil empresas associadas em todos os estados do Brasil e com regionais em 13 estados da federação, a associação é a mais antiga – foi fundada em 1976, com sede em Brasília – e tem a maior representatividade em âmbito nacional referente às empresas brasileiras do setor – principalmente, em relação às pequenas e médias empresas.

No discurso, Paco Britto comentou sobre o mercado promissor de Tecnologia da Informação (TI) no Distrito Federal. “Brasília é um celeiro de novas empresas de TI. Já é uma realidade. O governo Ibaneis Rocha e Paco Britto tem um olhar especial para a TI do Distrito Federal”, frisou, dirigindo-se ao vice-presidente de Articulação Política da Federação Assespro, Cristian Tadeu, presente à cerimônia.

Redução de alíquotas

Paco ressaltou ainda sobre a redução de alíquotas praticada nesta gestão. “Eu tive a oportunidade de anunciar a redução, no primeiro ano de governo, das alíquotas, para que pudéssemos ficar competitivos junto a outros estados”, lembrou, acrescentando que as entidades que representam essa “população de trabalhadores é uma grande máquina de arrecadação de tributos para o Governo do Distrito Federal”.

Para o presidente da Federação Assespro, Ítalo Nogueira, um dos principais desafios do setor nos próximos anos é a falta de profissionais no setor, agravada ainda mais durante o período da pandemia de covid-19.

Segundo o Sindicato das Indústrias da Informação do Distrito Federal (Sinfor/DF), o Distrito Federal é o terceiro maior mercado de TI do Brasil – são cerca de 30,3 mil vagas nas áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Ainda de acordo com o sindicato, durante a pandemia, foram abertas por volta de 2 mil empresas de informática e de TI. Mas apesar do crescente número de vagas disponíveis, ainda há falta de mão de obra qualificada para atender ao mercado.

Fato este que foi corroborado por Cristian durante a leitura de um manifesto, para marcar a data comemorativa da Assespro. O teor do documento foi resultado de uma reunião do Conselho de Administração, realizada na manhã desta quarta-feira (1°), em defesa de políticas públicas que evitem o apagão de mão de obra do setor. “O momento exige união para evitar o apagão tecnológico”, resumiu.

Também foi citada nos discursos, pelos dirigentes, a competitividade tecnológica do país, bem como a geração e preenchimento de empregos de qualidade. Ao longo dessas quatro décadas, a entidade vem defendendo os interesses das empresas nacionais e a indústria nacional da Tecnologia da Informação.

Integração

Representante do setor junto aos governos municipais, estaduais e federal, bem como a sociedade, e perante as instituições de ensino, a Assespro tem o objetivo de integrar a comunidade acadêmica com a empresarial e contribuir para formação de pessoal capacitado para as demandas do mercado.

A Assespro foi criada com o intuito de representar de forma distinta e empreendedora, empresas privadas nacionais produtoras e desenvolvedoras de software, produtos e serviços de tecnologia da informação, telecomunicações e internet.

Com informações da Assespro

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA