Cidades

Com projetos sociais e de alto rendimento, estádio Olímpico impulsiona o esporte

Publicado

em


Além de ser palco de grandes eventos, o estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira é um importante equipamento esportivo para as políticas públicas do Governo de Goiás, tanto em projetos sociais, como em treinamentos para atletas de alto rendimento, que representam Goiás em grandes competições.

Atualmente, a pista de atletismo abriga o projeto de iniciação esportiva da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer, com treinamentos de corrida de rua. As aulas acontecem no período matutino na segunda-feira, quarta e sexta, e vespertino as terça e quinta, assim como turmas de ginástica funcional, utilizando a estrutura interna do estádio.

O secretário de Esporte e Lazer, Henderson Rodrigues, avaliou de forma positiva a utilização do espaço pela comunidade. “Nosso papel enquanto ente público é fomentar o esporte em todos os níveis, da iniciação esportiva ao alto rendimento, do aspecto social e, também, como ferramenta de saúde e bem-estar para a sociedade”, destacou o titular da pasta. 

Em abril de 2021, o estádio também abriu as portas para os treinos de alto rendimento, preparando atletas que representaram o Estado de Goiás no Troféu Brasil de Atletismo, em São Paulo. Parte destes atletas continuaram a preparação no local para disputar os Jogos Universitários Brasileiros (Jubs), incluindo os velocistas que conquistaram a medalha de ouro no revezamento 4x400m masculino e o bronze no revezamento 4x100m feminino. 

“O resultado colhido com esta utilização foi extremamente positivo. Pudemos contribuir para que nossos atletas desempenhassem o seu melhor nível no alto rendimento, para trazer bons resultados no atletismo goiano. Muitos destes atletas treinavam de uma forma improvisada. No estádio Olímpico, eles têm o nível de preparação é o adequado”, afirmou o secretário. 

Na atual gestão, o estádio Olímpico finalmente cumpriu o seu propósito de ser a casa de outros esportes, além do futebol. Em maio a praça esportiva foi palco do Jubs Rugby 7, recebendo times universitários de vários estados brasileiros. No mês de setembro foi realizado no local o Campeonato Goiano de Atletismo.

Paradesporto

O estádio Olímpico também é um espaço esportivo importante para as modalidades paralímpicas. No alto rendimento, 20 atletas estão realizando seus treinamentos, sendo alguns que disputaram as Paralimpíadas Universitárias, em setembro, e outros que se preparam para as Paralimpíadas Escolares e o Meeting de Brasília, equivalente ao Campeonato Brasileiro de Paratletismo.

No campo social, a praça esportiva começa a receber na próxima semana matrículas para iniciação paradesportiva. Serão abertas 30 vagas para turmas de paratletismo, no período matutino. As inscrições podem ser realizadas pelo telefone 3201-6072.

“O paradesporto é uma área que temos muito carinho, tanto que o governador Ronaldo Caiado, ao recriar a Secretaria de Esporte e Lazer, criou também a Superintendência de Paradesporto, algo inédito no Estado. Além de ser um trabalho de alto rendimento, em que Goiás se destaca cada vez mais, haja visto nossa grande representatividade nas Paralimpíadas de Tóquio, tem uma função social muito importante na atenção à comunidade de pessoas com deficiência”, finalizou o secretário.

Fonte: Secretaria de Esporte e Lazer (Seel)

Fonte: Governo GO

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cidades

Termina nesta quinta (2), em Aparecida, a inscrição para o aluguel social Pra Ter Onde Morar

Publicados

em


O Governo de Goiás recebe, até a próxima quinta-feira (2/12), inscrições de moradores de Aparecida de Goiânia para o programa Pra Ter Onde Morar – Aluguel Social, que vai custear mensalmente em R$ 350 o aluguel de famílias que se enquadrarem no perfil socioeconômico estabelecido pela Agência Goiana de Habitação (Agehab). O município foi escolhido como projeto-piloto da nova linha do programa habitacional do Estado, que se encontra, no momento, na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) para segunda e definitiva votação no plenário. 

“Se tem um ponto do qual nós, no Governo de Goiás, não nos distanciamos, nem um minuto, é de cuidar das famílias mais vulneráveis do Estado”, destaca o governador Ronaldo Caiado. “Somos um governo que trabalha pelo social para chegar às pessoas. Esse é nosso objetivo”, completa.

Para dar agilidade aos trâmites administrativos, a Agehab já iniciou o cadastramento de famílias aparecidenses interessadas. Os primeiros contemplados pelo aluguel social receberão seus cartões para uso do benefício durante o Mutirão Iris Rezende, nos dias 11 e 12 de dezembro, em Aparecida de Goiânia, entre os atendimentos da Agehab previstos para o evento. As inscrições dos interessados deverão ser feitas pela internet, no site www.agehab.go.gov.br, ou pessoalmente na sede da agência, em Goiânia, na Rua 18-A, nº 541, Setor Aeroporto.

O programa de aluguel social visa combater o déficit habitacional no Estado, atendendo aos casos mais urgentes que ferem a dignidade dos cidadãos goianos em situação de vulnerabilidade social. Entre os requisitos para pleitear a participação no programa estão possuir inscrição no  Cadastro Único (CadÚnico) no município de Aparecida de Goiânia, ser pessoa e/ou família em vulnerabilidade socioeconômica, ter mais de 18 anos ou ser emancipado, e morar em Aparecida por no mínimo três anos. Alguns grupos são prioritários como idosos, pessoas com deficiência e vítimas de violência doméstica.

Será concedido auxílio financeiro no valor mensal de R$ 350 para famílias sem casa própria que se enquadrarem nos requisitos e que têm dificuldade de arcar com custos do aluguel, por até 18 meses. Caso haja aval da assistência social da Agehab, ao final desse período, ele poderá ser prorrogado para mais 18 meses, conforme a evolução da situação.

A proposta do Governo de Goiás é subsidiar locação de imóveis até que as famílias estejam aptas a receber nova moradia e atender cerca de 30 mil famílias goianas, conforme demanda detectada por meio de inscrições na Agehab.

Segundo o presidente da agência, Pedro Sales, a iniciativa se propõe a resolver uma situação urgente de parte da população que está sem condição imediata de arcar com o aluguel da moradia e vem complementar outras políticas do Governo de Goiás. “É preciso fomentar o desenvolvimento econômico, ao mesmo tempo em que cuidamos das pessoas que precisam da mão do Estado. É o que o governador Ronaldo Caiado tem dito incansavelmente”, ressalta Sales.

O presidente lembra que o governador é sensível ao cuidado com as mães que precisam alimentar os filhos pequenos, com a permanência do aluno na escola e com o apoio para a família pagar o aluguel para que as pessoas não fiquem em situação de rua. “Todas essas ações são complementares e cercam as famílias de cuidados em um momento de vulnerabilidade. Queremos que elas melhorem de vida e saiam dessa condição, mas é preciso entender as necessidades urgentes do momento e é isso que o programa Pra Ter Onde Morar vai fazer”, reafirma.

Serviço

Assunto: Governo de Goiás recebe inscrições para aluguel social em Aparecida de Goiânia até 2 de dezembro

Quando: Até quinta-feira, dia 2 de dezembro

Onde: pelo site da Agehab www.agehab.go.gov.br ou pessoalmente na sede da agência – Rua 18-A, n° 541, Setor Aeroporto, Goiânia (GO)

Informações ou dúvidas: (62) 3096-5000 ou pelas redes sociais @agehabgoias (Instagram) ou Agehab Goiás (Facebook)

Fonte: Agência Goiana de Habitação (Agehab)

Fonte: Governo GO

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA