Goiás

Balança comercial goiana fecha maio com superávit de US$ 599,57 milhões

Publicado

em


A balança comercial goiana apresentou em maio superávit de US$ 599,57 milhões. O indicador foi resultado de US$ 934,69 milhões em exportações contra US$ 335,11 milhões em importações. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia. 

De janeiro a maio, o montante das vendas internacionais soma US$ 3,807 bilhões e as compras do mesmo porte US$ 2,026 bilhões, o que garante um aumento de 15,84% nas exportações e 50,51% nas importações, comparado com o mesmo período do ano passado. 

Do total da balança comercial brasileira do acumulado do ano, Goiás cooperou com 3,50% das exportações e com 2,49% das importações, colocando o Estado em oitavo lugar nacional no ranking de vendas internacionais e 11º no de compras.

O governador Ronaldo Caiado destaca o incentivo à instalação de empresas e a segurança jurídica que os empreendedores encontram para investir em Goiás. “Nós temos um Estado transparente, onde o empresário sabe que é tratado com todo o respeito. Só temos uma posição: defender quem queira investir aqui”, pontuou.

As commodities foram os destaques para alavancar a balança comercial goiana no acumulado do ano e do mês, que tiveram como principais municípios fornecedores Rio Verde, Jataí e Luziânia. China e Espanha foram os países que mais receberam produtos fabricados em Goiás.

A balança comercial de Goiás é mais um indicador que mostra a reação da economia do Estado, conforme explicou o secretário José Vitti, titular da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (SIC). Segundo ele, praticamente todos os indicadores do Estado apontam para um processo de retomada, especialmente com a geração de empregos. Vitti destaca que a logística de transporte no Estado favorece na pauta de exportações, “além de sermos uma unidade da Federação com forte produção agropecuária e de minerais”.

Commodities

Ainda de acordo com os dados do Ministério da Economia, a maior variação das exportações foi do óleo de soja que apresentou alta de 146,01%, saltando de US$ 38,192 milhões em vendas de janeiro a maio do ano passado para US$ 93,958 milhões nos primeiros cinco meses de 2021. Já no mês, o produto apresentou alta de 264,57%, comparado com maio de 2020.

Outra commodity do ramo agrícola que apresentou alta de exportações, no acumulado do ano, foi o açúcar, com aumento de 9,5%. Em contrapartida, o complexo do milho teve queda de 11,84%, puxado pelo óleo de milho que não contou com exportações de janeiro a maio.

As vendas de carnes também cooperaram para a alta da balança comercial goiana no acumulado do ano e no mês. A exportação de carne suína saltou de US$ 4,557 milhões no ano passado para US$ 8,079 milhões este ano, o que corresponde a uma alta de 77,29%. No mês, a alta também é expressiva ao comparar com maio do ano passado, 43,57%. Já as carnes bovina e de aves também apresentaram alta de janeiro a maio, 9,16% e 7,92%, respectivamente. Com isso, o setor tem alta de 9,38% nas exportações no acumulado do ano. 

As commodities do ramo mineral tiveram como protagonistas o ouro, que apresentou alta de 57,38% motivado pelo aumento de vendas em US$ 58,205 milhões de janeiro a maio; e o sulfeto de cobre, com alta de 25,65%. No mês, o ouro apresentou alta de 61,24% e o sulfeto de cobre, 159,31%, com salto das vendas de US$ 19,425 milhões em maio 2020 para US$ 50,371 milhões no mês passado.

Já as importações foram alavancadas no acumulado do ano pelos combustíveis minerais, óleos minerais e produto da sua destilação (+ 2.524,35%); gorduras e óleos animais e vegetais (+226,59%) e borracha e suas obras (+105,07%).

Apesar da predominância desses setores no acumulado do ano, em maio os setores que alavancaram as compras internacionais foram o de sal, enxofre, terras e pedras, gesso, cal e cimento, com alta de 236,69%, seguido de móveis, mobiliário médico-cirúrgico, colchões, almofadas e semelhantes (+221,74%) e do setor de produtos diversos das indústrias químicas (+212,98%), comparado com maio de 2020.

Fotos: Cristiano Borges e SIC

Fonte: SIC – Governo de Goiás

Fonte: Governo GO

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Goiás

Goiás tem 18.554 mortos e 657.301 infectados

Publicados

em


A Secretaria da Saúde de Goiás (SES-GO) informa que há 657.301 casos de coronavírus 2019 (Covid-19) no território goiano. Destes, há o registro de 626.765 pessoas recuperadas e 18.554 óbitos confirmados. No Estado, há  488.131 casos suspeitos em investigação. Já foram descartados 285.966 casos.

Há 18.554 óbitos confirmados de Covid-19 em Goiás até o momento, o que significa uma taxa de letalidade de 2,83%. Há 341 óbitos suspeitos que estão em investigação.​

Doses aplicadas
Levantamento realizado pela SES-GO apurou que, referente à primeira dose, foram aplicadas 1.997.863 doses das vacinas contra a Covid-19 em todo o Estado. Em relação à segunda dose, foram vacinadas 687.251 pessoas. Esses dados são preliminares e coletados no site Localiza SUS do Ministério da Saúde.

Conforme pactuado na Comissão Intergestores Bipartite (CIB), as Secretarias Municipais de Saúde devem registrar, de forma obrigatória, as informações sobre as vacinas administradas no módulo Covid-19 do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI Covid-19).

Em relação às vacinas, o Estado já recebeu 3.638.830 doses de imunizantes, sendo 1.408.580 da CoronaVac, 1.956.470 da AstraZeneca e 273.780 da Pfizer.

Painel Covid-19

O boletim com as notificações da SES-GO foi informatizado e realiza o processamento dos dados a partir dos sistemas do Ministério da Saúde (e-SUS VE e Sivep Gripe). Eventuais diferenças são justificadas por ajustes nas fichas de notificação pelos municípios, como por exemplo, a atualização do local de residência da pessoa.

Para conferir os detalhes dos casos e óbitos confirmados, suspeitos e descartados, acesse o painel Covid-19 do Governo de Goiás por meio do link http://covid19.saude.go.gov.br/.

Secretaria da Saúde

Fonte: Governo GO

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA