Geral

Aposta nos municípios para alavancar o turismo no Brasil

Publicado

em


Mais uma vez Brasília sai na frente na reformulação de ações para alavancar o turismo brasileiro. A Secretaria de Turismo do Distrito Federal, em parceria com o Ministério do Turismo, a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur) e a Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo (Anseditur), deu início, nesta quarta-feira (12), a uma série de discussões para promover os destinos nacionais.

O grupo de trabalho atuará na elaboração de políticas públicas por meio de quatro eixos: estruturação, inteligência mercadológica, qualificação e promoção | Foto: Gabriel Matos/Setur-DF

Os atrativos turísticos nos municípios do país foram tema do encontro entre o presidente da Associação Nacional de Secretários e Dirigentes de Turismo (Anseditur), Ângelo Sanches, o secretário Nacional Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Fábio Augusto Oliveira, o gerente de gabinete e Diretoria de Marketing, Inteligência e Comunicação da Embratur, André Reis e a secretária de Turismo do Distrito Federal e diretora de Promoções na Anseditur, Vanessa Mendonça.

“Quanto mais o tempo passa, mais me convenço de que o turismo é, de fato, a engrenagem para mudar a economia de uma cidade”Vanessa Mendonça, secretária de Turismo

O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Fábio Pinheiro, reforçou que o grupo de trabalho atuará por meio de quatro eixos. “O objetivo é elaborar políticas públicas por meio de estruturação, inteligência mercadológica, qualificação e promoção. Desta forma, podemos construir destinos e atrativos mais sólidos no propósito de impulsionar o desenvolvimento econômico e social, gerando emprego e renda”.

“A atuação dos municípios por meio da Anseditur é sólida, séria, concreta e tem propósito. Eu percebo que o prefeito está engajado na promoção do seu município e convencido de que o turismo é a engrenagem para mudar a economia de sua cidade. Recebo semanalmente dirigentes de todo o país em busca de projetos desenvolvidos em minha gestão que fizeram de Brasília um case de sucesso”, informa a secretária de Turismo do DF.

“Esse encontro celebra o início de um plano de trabalho para a elaboração conjunta de promoção de destinos turísticos com um olhar, principalmente, dos municípios, buscando a identidade e as reais características de cada região. Queremos mostrar o verdadeiro Brasil para os brasileiros e apresentar para os turistas estrangeiros os destinos que vão além de praia e sol”, defende Ângelo Sanches.

Foram apresentadas propostas para que seja composto um Grupo de Trabalho (GT) onde os projetos de promoção e divulgação dos destinos partindo dos municípios do país possam ser discutidos e planejados de forma conjunta. Os municípios engajados em divulgação e promoção do turismo são grandes potencializadores de geração de emprego e renda local. Vanessa Mendonça ressalta essa participação dos municípios como reforço dos destinos.

Atualmente, cerca de 800 municípios estão associados à Anseditur, que representa todas as regiões do país. Para o presidente da Associação, as regiões municipais estão repletas de equipamentos turísticos e culturais que representam a pluralidade do povo brasileiro e precisam ganhar destaque no cenário do turismo nacional.

“Esse encontro celebra o início de um plano de trabalho para a elaboração conjunta de promoção de destinos turísticos com um olhar, principalmente, dos municípios, buscando a identidade e as reais características de cada região”Ângelo Sanches, presidente da Anseditur

Na avaliação de Ângelo, o foco é a divulgação do que existe de fato em cada canto do país. “É nos municípios, nas histórias e nas vivências de cada destino que se encontra o Brasil onde existe uma potencialização das regionalidades presentes nos interiores dos Estados,” finaliza.

Para o gerente da diretoria de Marketing, Inteligência e Comunicação da Embratur, André Reis, uma boa preparação dos municípios é essencial para a promoção internacional do país. “Nós já tivemos a experiência de promover, por um determinado período, os destinos nacionais para os brasileiros. Então a Embratur vê a iniciativa com muito bons olhos, por que é nos municípios que as coisas acontecem, onde o turismo acontece de fato. É fundamental que os municípios estejam cada vez mais preparados para o turismo, para que o turismo internacional seja bem recebido e tenha ótimas experiências. E quanto mais preparados, melhor para o Brasil e mais oferta para o turista internacional”, afirma André Reis.

“Quanto mais o tempo passa, mais me convenço de que o turismo é, de fato, a engrenagem para mudar a economia de uma cidade. Hoje tive a enorme satisfação em participar com meu amigo Ângelo Sanches, presidente da Anseditur, de reunião para elaborar ações e planejamentos para a promoção do turismo nacional em parceria com o Ministério do Turismo e a Embratur”, disse Vanessa Mendonça.

Também participaram desse encontro Fábio Augusto, secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, o assessor Rodrigo Castilho, Débora Barboza, chefe de gabinete da SNDTur, Fernanda Amorim, assistente de gabinete da SNDTur e Meyre Fance, secretária executiva da Ansenditur.

*Com informações da Secretaria de Turismo

Fonte: Governo DF

Comentários do Facebook
Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Geral

Senado, Marconi Lidera seguido de perto por Delegado Waldir

Publicados

em

A TV Gazeta e o Jornal Gazeta do Estado em parceria com o instituto voga, foram os primeiros veículos de comunicação de Goiás a realizar e divulgar uma pesquisa eleitoral para as eleições de 2022, a primeira pesquisa foi realizada ainda em 2021, no final de dezembro, de lá pra cá já são 4 pesquisas.

A pesquisa foi realizada do dia 25 ao dia 28 de abril de 2022, em Goiás. Foram entrevistados 807 eleitores goianos com 16 anos ou mais, em todo o estado.

O grau de confiança da pesquisa é de 95% e a margem de erro é de 3,5% para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-04000/2022  e no Tribunal Regional Eleitoral com o número GO-05476/2022, pesquisa Voga/Gazeta foi encomendada pela ACIAG – Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia.

Para Senador de Goiás, na modalidade espontânea, quando o entrevistador não apresenta opções, 83,40% não souberam responder, 0,12% votariam em Wolmir Amado, 0,12% votariam em Telemaco Brandão, 0,12% citaram Wilder Morais, 0,12% votariam em Wanderlan, 0,12% votariam em Ronaldo Caiado, 0,25% votariam em Gustavo Mendanha, 0,50% votariam em Kajuru, 0,50% votariam em Luiz do Carmo, 0,50% votariam em João Campos, 0,74% citaram Alexandre Baldy, 1,12% votariam em Zacarias Kalil, 1,86% votariam em Delegado Waldir, 2,23% votariam em Marconi Perillo, 3,72% votariam nulo e 4,58% não votaria em nenhum candidato.

Na modalidade estimulada, quando o entrevistador aponta possíveis candidatos a Senador por Goiás, se as eleições fossem hoje, 28,13% não votaria em nenhum candidato, 19,95% não souberam responder, 11,15%% citaram Marconi Perillo, 8,92% votariam nulo, 8,43% votariam em Delegado Waldir, 6,69% votariam em Zacarias Kalil, 4,71% votariam em Alexandre Baldy, 4,58% votariam em branco, 4,58% votariam em João Campos, 1,61% votariam em Luiz do Carmo e 1,49% votariam em Wilder Morais.

Nas próximas edições você irá conferir a intenção de votos dos eleitores para Deputado Federal e Deputado Estadual.

Joice Gabriela

Comentários do Facebook
Continue lendo

GOIÁS

MINAS GERAIS

DISTRITO FEDERAL

POLÍTICA NACIONAL

MAIS LIDAS DA SEMANA